Efeitos colaterais


Numa coincidência que tem gerado desconfiança crescente em quem leva o assunto a sério, os países que mais avançaram na imunização são justamente os que têm tido o maior índice de efeitos colaterais importantes, casos graves e novas cepas do coronavírus: Argentina, Uruguai, Chile, Índia, Israel, Reino Unido etc.

Infelizmente o fenômeno está se repetindo no Brasil, conforme dados quase que diários dos principais jornais, embora os veículos de (des)informação usualmente indiquem que as pessoas teriam sido contaminadas previamente à vacinação, o que, de fato, apenas especulam, já que não há dados oficiais nesse sentido.

Aliás, o que se pode verificar com relativa facilidade, devido à abundância de estudos, notícias, entrevistas etc. disponíveis ao público em geral, além de obras muito bem fundamentadas, é que a explosão de novos casos curiosamente têm aparecido à medida que progridem as campanhas de imunização - experimental.