Não contabilização de compra


A conta de ajustes de exercícios anteriores deve ser utilizada, sem prejuízo de outras hipóteses, para reconhecimento da contrapartida de receita, custo ou despesa que deixar de constar na DRE (demonstração de resultado do exercício) do período em questão.

No caso da aquisição, por exemplo, de bem móvel ou imóvel (estoque/imobilizado/propriedade para investimento), não contabilizada na época própria, para regularização basta que os lançamentos cabíveis na ocasião sejam efetuados no período mais recente não encerrado, reconciliando-se a conta de origem dos recursos (caixa/banco), cujo relatório deve ficar à disposição da RFB (Receita Federal do Brasil).

Por outro lado, embora o tratamento acima indicado usualmente não requeira a substituição da ECD (Escrituração Contábil Digital), já que a correção do erro faria parte do livro mais recente, é sempre oportuna a confirmação sobre se no caso concreto a ECF (Escrituração Contábil Fiscal) não teria sido afetada, pois há situações em que a retificação da ECF é obrigatória.