O mercado da proteína animal está em crise


O mercado da proteína de origem animal enfrenta uma grave crise, pois, além da discutível necessidade ou contribuição desses "alimentos" à saúde humana, operações da Polícia Federal, como, por exemplo, Carne Fraca e Leite Compensado, têm evidenciado, desde as primeiras fases, que os produtos disponibilizados ao público serviriam basicamente para serem depositados no lixo mais próximo.

Considerando que a crescente preocupação com saúde já se revelou o bastante para levar muitos a repensarem seus hábitos alimentares, adotando total ou parcialmente o vegetarianismo, ao ficar demonstrado que o indivíduo adepto do carnivorismo ou carnismo consome itens contaminados e tóxicos, a conclusão é que não faria o menor sentido o comprometimento do bem estar em nome de uma ilusão, no caso, a de que alimentos de origem animal trariam algum benefício real ao sujeito.

Além do mais, é fato que investidas empresariais desse tipo não são apenas a manifestação do capitalismo, mas representam a evidência de que negócios administrados por pessoas má intencionadas tendem à selvageria ou mesmo ao crime, aliás, virtualmente como tudo o mais em que os de má índole colocam suas mãos, a despeito do sistema econômico, social ou ideológico vigente ou ainda da doutrina política adotada.