Humanidade (im)perfeita


aesgoti

Como bem disse o poeta,
a humanidade é (im)perfeita:

O homem perfeito do pagão
era a perfeição do homem que há;
O homem perfeito do cristão
a perfeição do homem que não há;
O homem perfeito do budista
a perfeição de não haver o homem.
(Fernando Pessoa).